Testes rápidos de antigénio com validade de 24 horas

Aprovado Decreto-lei que altera as medidas relativas ao certificado digital Covid-19 da União Europeia.

Os testes rápidos de antigénio passam a ter uma validade de 24 horas, segundo um Decreto-lei que altera as medidas relativas ao certificado digital Covid-19 da União Europeia hoje, dia 3 de fevereiro, aprovado pelo Governo.

Em comunicado, o Conselho de Ministros anunciou que o Decreto-lei relativo ao certificado digital Covid-19 passa a exigir que os testes rápidos de antigénio sejam efetuados nas 24 horas anteriores, em vez do atual prazo de 48 horas.

O certificado de teste passa a atestar que o titular foi sujeito a “um teste molecular de amplificação de ácidos nucleicos (TAAN), nas últimas 72 horas, com resultado negativo” ou a “um teste rápido de antigénio, nas últimas 24 horas, com resultado negativo”, refere o comunicado.

Em relação à vacinação, o certificado digital Covid-19 passa a atestar a conclusão da série de vacinação primária há mais de 14 dias e menos de 270 dias desde a última dose, com uma vacina, ou a dose de reforço.

Segundo o Governo, mantêm-se as regras em relação ao certificado de recuperação.

Para saber mais, consulte:

Comunicado Conselho de Ministros – 3 de fevereiro 2022

Partilha esta notícia

Outras Notícias

Uncategorized

Aniversário Dr. João Tavares

No dia 20 de agosto, a Associação Portuguesa de Analistas Clínicos teve o prazer de marcar presença nas comemorações do 100° Aniversário …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *